Marketplace: saiba tudo sobre esse modelo de vendas

Marketplace: saiba tudo sobre esse modelo de vendas

Assim como o e-commerce, o marketplace é uma alternativa que está em alta no momento quando o desafio envolve vendas on-line.

Marketing Digital
15 de Outubro de 2021
Marketplace: saiba tudo sobre esse modelo de vendas

A tradução do termo marketplace envolve duas palavras: mercado e lugar. Em resumo, o marketplace é uma plataforma que conecta vendedores e clientes que se encontram em uma espécie de shopping virtual para fazer transações de produtos e serviços.

Se antes das transformações digitais aceleradas no contexto pandêmico o marketplace já era uma alternativa promissora para empreendedores, atualmente é indispensável e muito atrativa já que para começar a vender, não é necessário ter um investimento inicial tão alto.

Quer saber quais são as vantagens e diferenciais do marketplace, as diferenças entre esse modelo de venda e um e-commerce tradicional, além de dicas de como começar a usar essa plataforma para fazer suas vendas on-line? Esse artigo é para você. Continue lendo e saiba os pontos mais relevantes que envolvem esse assunto!

O que é marketplace?

O que é marketplace, afinal? Apesar das semelhanças com as lojas virtuais, marketplace não é e-commerce (mais à frente, vamos explicar sobre as diferenças entre os dois modelos de negócio).

Essencialmente, marketplace é um espaço virtual onde as pessoas podem fazer ofertas de serviços e produtos e se conectar com seus clientes. Ou seja, marketplace é basicamente uma grande feira onde vários vendedores e clientes fazem negócios, mas tudo acontece na internet.

Um exemplo de marketplace famoso  é o Mercado Livre — a empresa mais valiosa da América Latina (avaliada em US $60.664 bilhões),  de acordo com uma pesquisa da Economática publicada no Valor Econômico.

Além do Mercado Livre, existem outras marcas consolidadas no mercado que também aderiram a esse grande shopping virtual para expandir o mundo dos negócios virtualmente. São elas: Shopee;Amazon;OLX;Netshoes.

Outro exemplo interessante é o próprio marketplace do Facebook que funciona como um espaço de classificados, no qual as pessoas que estão cadastradas na rede podem fazer anúncios, incluir descrições de produtos e até inserir botões e hiperlinks que direcionam o potencial cliente para uma conversa no WhatsApp ou site de vendas.

Como funciona o marketplace?

O primeiro passo para utilizar esse modelo de venda é fazer o cadastro na plataforma desejada e montar um perfil do seu negócio. 

Geralmente, o cadastro passa por análise do administrador do espaço e após esse processo é possível cadastrar os produtos, inserir descrições, valores, forma de pagamento e negociar. 

Existem perfis muito diversos para os marketplaces, mas uma característica inconfundível deste modelo de negócio é que o marketplace funciona como um grande shopping center on-line, já que os clientes acessam o site e podem conferir muitas lojas ao mesmo tempo, sem sair de casa.

Quais as diferenças entre marketplace e e-commerce?

Muitas pessoas pensam que marketplace e e-commerce são a mesma coisa e é perfeitamente natural confundir os conceitos. Ambos são modelos de negócio virtual com a finalidade de promover o comércio virtual. No entanto, é importante frisar que marketplace e e-commerce não são a mesma coisa.

Entenda:

O marketplace é um espaço que abriga várias empresas, o e-commerce é direcionado

Ao acessar uma loja virtual de uma determinada empresa, você não terá que disputar espaço com a concorrência. Afinal, o e-commerce só tem um dono. Já o marketplace funciona como um mercado que pode abrigar diversas lojas on-line, de vendedores diferentes.

Ou seja, o marketplace é uma plataforma muito mais ampla, com várias possibilidades de transação. Inclusive, é muito comum que os clientes encontrem os mesmos produtos com preços distintos se fizerem uma pesquisa com mais de um vendedor. Isso é excelente para os consumidores e desafiador para os vendedores que divulgam seus produtos e serviços.

A logística do marketplace muda.

Em uma loja virtual tradicional, o proprietário (a) é responsável por gerenciar todo o estoque das suas mercadorias. No marketplace, isso muda. A plataforma funciona como um canal de promoção dos produtos e serviços de várias empresas.

Na prática, o empreendedor anuncia o produto e o marketplace registra as vendas, recebe uma porcentagem e repassa o valor às marcas. A operação logística é muito mais prática desta forma já que as pessoas que vendem se preocupam com uma parte do processo e são responsáveis pelo envio do produto, mas em contrapartida já contam com uma estrutura pronta para vender.

Você pode começar a usar o marketplace, mesmo sem ter um site.

Investir nas vendas pela internet éum pré-requisito para qualquer empreendimento que deseja prosperar atualmente.

Um estudo realizado pela PayPal Brasil revela que somente em 2020, houve um aumento de mais de 40% no número de lojas que funcionam apenas pela internet. Há diversos fatores que influenciam esse novo momento e a crise sanitária mundial da covid-19 é um deles.

Com isso, muitas pessoas que estão vendendo pela internet ainda estão se adaptando às mudanças. Uma característica muito forte do marketplace é o formato democrático já que, diferente do e-commerce tradicional, os comerciantes podem começar a vender mesmo sem ter um site no início. Basta fazer o cadastro na plataforma.

Vale a pena ter um marketplace?

 

Agora que você sabe o que é um marketplace e quais as diferenças em relação ao e-commerce, provavelmente você deve ter alguma dúvida sobre as vantagens e desvantagens de apostar nessa solução. 

Fonte: Nerd Web

 

O nosso sucesso é baseado no sucesso de nossos parceiros. Por isso, somos um time de profissionais criativos e experientes, comprometidos em trazer mais clientes e retorno financeiro para o seu negócio.

I9 Info Produtora